Canadian customer service

We decided to order a pizza for dinner. Alan and I didn’t have any cash on us so we wanted to pay with a credit card – no problem, the lady at pizza delivery said. It’ll take 35 mins. We sat outside in the sun to wait and we missed their phone call to inform us that their credit card machine wasn’t working. After over one hour waiting, we called them to find out about our pizza. They explained the problem and asked if we had cash. Alan explained we didn’t have any cash since we had just arrived from abroad. We asked them to cancel our order, they told us they’d deliver our pizza free of charge and apologized for the inconvenience.  We’ve just finished eating our free large pizza –  half all-dressed, half vegetarian.

Now, that’s what I call customer service: not being penalized for something that is not your fault.

Author: guerson

Born and raised in Brazil, a Canadian stole my heart and took me to Canada in 1999. After seven years between Montreal and Toronto, we then moved to Barcelona, Spain, where I did research for my PhD thesis. This blog began as a chronicle of our adventures while living in Barcelona and exploring the old world and has acquired a life of its own after we moved back to Canada.

8 thoughts on “Canadian customer service”

  1. Although it’s not quite as exciting, I got a free coffee from Starbucks the other day because they had run out of what I wanted and I had to wait until it brewed!

  2. Nem fala! Esta semana ganhei créditos no meu cartão da biblioteca porque a copiadora resolveu encrencar bem na hora que eu precisava tirar cópias! Eu amo este país!

  3. Até agora não entendi porque foi de graça, Alexandra. Se eles não tivessem dado a pizza pra você não seria ruim tabmém. E acho que no Brasil, apesar dos pesares, acontece direto esse tipo de coisa comigo. Desculpe, gente, mas nem tanto ao céu e nem tanto a terra. ;-))) Bjs

  4. Oi Gi!

    Eu não disse que no Brasil não acontece nada… eu só comentei que não precisamos nem reclamar e que é isso que eu chamo de atendimento ao consumidor… em nenhum momento eu comparei com o Brasil.

    Eles me enviaram a pizza de graça pois a maquina de cartão de credito não estava funcionando e nós não tinhamos cash…

    É claro que tem gente que abusa um pouco do sistema. Por exemplo, aqui vc tem um prazo (variável) para devolver alguma coisa que tenha comprado. Uma vez eu fui numa lojinha perto do metro em Montreal comprar uma garrafinha de agua e a mulher na minha frente na fila estava devolvendo um guarda-chuva que ela tinha comprado no dia anterior. A atendente perguntou pq ela queria devolver e vc acredita que a freguesa teve a cara-de-pau de dizer que ela comprou o guarda-chuva pq estava chovendo e ela tinha esquecido o dela em casa. Como ela não precisa de um já que ela tem outro em casa, ela veio devolver. A atendente não gostou muito mas não disse nada e devolveu o dinheiro certinho. Eu achei um pouco demais…

  5. Legal!! Isso que é respeito ao consumidor! Empresas sérias trabalham assim.

    Hoje lembrei muito de vc, pois tivemos aula com um franco- canadense que falou sobre a colonizaçao canadense e mostrou através de textos literários, a hibridação dos idiomas inglês (americano e inglês) e o francês. Muito legal,

    beijos!

  6. Entendi, comparei com o Brasil, por causa dos outros posts, e porque você acabou de chegar aí. Aliás, ficou rápido por aqui, por isso não dava mesmo pra vir ao Rio. Mas sobre a pizza, achei estranho. No máximo um desconto pra próxima eu daria se fosse responsável por isso no lugar. Claro que não falei que era ruim ganhar pizza de graça. ;-)) Foi uma técnica que eles encontraram pra fazer vocês pedirem novamente.

    Essa história do guarda-chuva é engraçada e eu fico pensando até que ponto não tem gente que se aproveita de um sistema justo. Acho que no Brasil acontecem coisas surreais: às vezes, temos sorte e somos bem tratados, e noutras é totalmente diferente. E tem também a questão do justo que paga pelo pecador. Acontece muito por aqui, daí o povo desconfia e “fecha as portas” pra todos e o cliente perde a razão. ;-((

  7. Gi,

    Num primeiro momento até achei estranho eles nos darem a pizza de graça mas depois entendi. Somos dois clientes com um cartão de credito querendo comprar uma pizza. Se eles simplesmente dizem que não tem como enviar e simplesmente oferecem um desconto para a proxima pizza, nós diríamos obrigado e telefonariamos para a proxima pizzaria na lista. Eles perderiam o cliente pois poderíamos muito facilmente passar a pedir pizza sempre da outra pizzaria. Mandando a pizza de graça eles perdem o que quer que seja que custe para eles fazer uma pizza mas garantem que da proxima vez que quisermos uma pizza telefonaremos para eles…

  8. Exatamente…

    Eles ganharam o cliente com uma pizza… Eu já deixei de ser cliente de um restaurante por ver na conta a “porção extra de queijo ralado”… Nunca mais volto lá!

    Pedi umas coisinhas no Habib´s outro dia… Liguei três vezes, ninguém atendeu e acabei fazendo qualquer coisa em casa mesmo… Agora, sempre que o interfone toca eu pergunto se é do Habib´s… ;^)

    Mas já tive pizza grátis na Pizza Hut … Acontece!

    Abraço,

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s